Grupo GFT registra crescimento em receitas e lucros no primeiro trimestre de 2015

Grupo GFT registra crescimento em receitas e lucros no primeiro trimestre de 2015

A receita consolidada aumentou em 42%, atingindo 110,28 milhões de euros. Já o lucro (EBITDA) cresceu em 61%, fechando em 9,80 milhões de euros

São Paulo, 14 de maio de 2015 - O Grupo GFT, companhia de Tecnologia da Informação especializada no setor financeiro, seguiu com o desenvolvimento positivo demonstrado durante o exercício de 2014, gerando um sólido crescimento de receita e lucro para o primeiro semestre de 2015. A implementação de demandas regulatórias e desenvolvimento de iniciativas de transformação digital no setor bancário foram os principais condutores na área de consultoria e serviços de TI.

Nos primeiros três meses de 2015, as receitas do Grupo GFT aumentaram em 42%, passando de 77,72 milhões de euros no mesmo período de 2014, a 110,28 milhões de euros em 2015. Esse resultado se deve principalmente ao crescimento orgânico daunidade de negócios GFT, bem como a aquisição da Rule Financial Ltd., empresa sediada no Reino Unido, em Junho de 2014. O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA) melhorou em 61%, de 6,08 a 9,80 milhões de euros. Houve também um aumento acentuado no lucro antes dos impostos (EBT) em 47%, passando de 4,81 em 2014 a 7,06 milhões de euros no mesmo período de 2015. Já o Lucro após impostos (EAT) totalizou 4,84 milhões de euros. No ano anterior o valor foi de 3,25 milhões de euros. Isso elevou o lucro por ação para 0,18 euros, contra os 0,12 do ano anterior.

Especializada em fornecer serviços e soluções de TI para o setor financeiro, a unidade de negócios GFT elevou suas receitas em 58%, fechando com 88,51 milhões de euros no primeiro trimestre. Já no mesmo período do ano anterior, a unidade fechou com 55,99 milhões de euros. A área obteve um crescimento orgânico de 23%. Este percentual já está ajustado a contribuição de 19,70 milhões de euros relativas às receitas da Rule Financial, que foi integrada nesta divisão pela primeira vez. A contribuição da GFT para os lucros (EBT) melhorou em 46%, passando de 5,09 a 7,43 milhões de euros, o que representa uma margem operacional de 8,4%. A previsão anual é de 9,1%

A unidade de negócio emagine, especializada na alocação de profissionais em projetos de tecnologia, gerou uma receita de 21,76 milhões de euros no período em análise. O EBT deste segmento mais que dobrou e a margem operacional subiu de 0,3 para 0,8%.

"Nossos clientes têm de lidar com o crescente aumento das demandas regulatorias e, ao mesmo tempo, enfrentar novos e inovadores players no mercado, que estão cada vez mais ocupando espaço em sua cadeia de valor", afirma Ulrich Dietz, CEO da GFT Global.

Para o managing director Latam do Grupo GFT, Marco Santos, os novos desafios do universo bancário foram antecipados pela companhia durante a CeBIT, maior feira de tecnologia do mundo. "Em nosso 'Customer Experiece Digital Lab' na CeBIT, nossas soluções para bancos, seguradoras, pagamentos e scoring do futuro foram muito bem recebidas. Fomos capazes de demonstrar claramente como as instituicoes financeiras podem tornar seus modelos de negócios mais centrados no cliente, por meio de uma maior convergencia digital e mobilidade de seus processos", completa o diretor.

O número de colaboradores aumenta para mais de 3.400

Até 31 de março de 2015, o Grupo GFT contava com 3.395 funcionários em tempo integral, representando um crescimento de 51% em relação ao mesmo período do ano passado, no qual o número de colaboradores era de 2.254. O aumento é atribuído principalmente à aquisição da Rule Financial, que somou 662 novos colaboradores ao time, bem como aos novos funcionários contratados para lidar com o alto nível de utilização da capacidade, especialmente nos centros de desenvolvimento nearshore na Espanha e no Brasil.

Outros dados

Até 31 de março de 2015, o caixa, os equivalentes de caixa e os títulos totalizaram 32,60 milhões de euros. O capital próprio, datado de 31 de março de 2015, subiu 13,86 milhões de euros em relação à data do último balanço, em 31 de dezembro de 2014, que fechou em 100,41 milhões de euros. O total de ativos aumentou em 25,37 milhões de euros, passando de 301,65 milhões de euros a 327,02 milhões de euros, no período de 31 de dezembro a 31 de março de 2015. Como resultado do aumento no balanço total e da variação do capital próprio, a quota de capital próprio (equity ratio) aumentou em 2%, fechando em 35%.

Dados financeiros detalhados estão disponíveis na seção Investor Relations do site.

Em nosso 'Customer Experiece Digital Lab' na CeBIT, nossas soluções para bancos, seguradoras, pagamentos e scoring do futuro foram muito bem recebidas. Fomos capazes de demonstrar claramente como as instituicoes financeiras podem tornar seus modelos de negócios mais centrados no cliente, por meio de uma maior convergencia digital e mobilidade de seus processos.”
Marco Santos Regional Managing Director Latam da GFT
Quote

Key figures (não auditado) em conformidade com o IFRS 5:

Valores em conformidade com o IFRS - em milhões de euros

01.01.-31.03.2015

01.01.-31.03.2014

Possíveis discrepâncias devido às diferenças de arredondamento

 

Faturamento

110,28  77,72

EBITDA

9,80 6,08

EBIT

7,43

4,99

Lucro antes dos Impostos (EBT)

7,06

 4,81

Lucro líquido para o período

4,84 3,25

Lucro/ação segundo IAS 33 em euros

 0,18

 0,12

Quota de capital Próprio (%)

 35
(31.03.2015)

33
(31.12.2014)

Colaboradores (em tempo integral) até 31.12 

3.395

 2.254