GFT Brasil migra o sistema Fênix para a nuvem da AWS

GFT Brasil melhora a performance do Portal de Documentos ao migrar o sistema Fênix para a nuvem da AWS

 Processo ágil: A migração foi concluída em dois meses

■    Processo ágil: A migração foi concluída em dois meses
■    A migração para a nuvem melhorou o desempenho, a segurança e o foco nos negócios

São Paulo, julho de 2021 –  A GFT Brasil, unidade nacional da empresa global referência em tecnologias exponenciais para transformação digital e em Business Agility, teve a oportunidade de planejar e executar a migração do sistema Fênix, do Portal de Documentos, empresa do Grupo B3, para a Amazon Web Services (AWS). A mudança melhorou o desempenho do sistema, a segurança e o foco nos negócios. Em cerca de dois meses, as equipes se uniram, desenvolveram um planejamento e entregaram o sistema 100% na nuvem. 


O sistema Fênix é utilizado para o processamento de documentações e outras interações cartorárias, sendo uma aplicação de uso interno altamente relevante para o Portal de Documentos. A necessidade da sua estrutura sair do modelo tradicional e ir para a nuvem foi o que fez a líder em soluções digitais acionar os especialistas da GFT Brasil. A principal motivação para essa mudança foi trazer mais foco aos novos negócios e menos preocupação com o software. O desafio do projeto consistia em viabilizar o uso do sistema na nuvem, através da AWS, de forma rápida e ágil. O processo de migração contou apenas com algumas adaptações necessárias e foi concretizado com todas as equipes em home office. Ao todo, o processo de migração durou cerca de dois meses para ser concluído.

Agora, com o sistema conteinerizado, diversos benefícios foram alcançados, como o ganho de escala, a melhora da performance, e até mesmo mais segurança para as informações registradas. Inclusive, com este processo, o Portal de Documentos teve uma melhora no ranking da Security Scorecard, que faz o monitoramento de aplicações expostas na internet. Além disso, a migração para a nuvem da AWS possibilita que o Portal tenha uma concentração maior nos negócios, já que as automações concebidas na nova arquitetura diminuíram o esforço operacional. Isto viabiliza a inovação e traz novas possibilidades de produtos para o líder em soluções.

Sergio Favarin, diretor executivo na GFT Brasil, comenta que o resultado positivo da migração traz um novo aspecto para outros sistemas que ainda não estão na nuvem. “Quando esse desafio chegou até nós, sabíamos que se a migração fosse um sucesso, além de ser algo satisfatório para o cliente, também seria uma forma de mostrar ao mercado que é possível fazer esse tipo de processo. Era inviável reescrever todo o sistema para que ele fosse cloud native, pois estamos falando de uma ferramenta muito utilizada no dia a dia do Portal, e ela precisaria estar disponível o quanto antes. A migração com apenas algumas adaptações se mostrou uma alternativa audaciosa, sim, mas também uma solução rápida e eficiente”, explica. 

Para Dariam Villela, diretor de tecnologia da informação no Portal de Documentos, o projeto foi desafiador para todas as equipes envolvidas. “Tínhamos um desafio audacioso nas mãos, pois fizemos a compactação de uma estratégia maior para viabilizar uma arquitetura na nuvem. Algumas adaptações foram necessárias e todos os problemas que surgiram no processo foram rapidamente solucionados com apoio de especialistas da GFT Brasil e AWS. Com a migração, conseguimos nos credenciar em algumas exigências que temos de compliance, robustez e até mesmo segurança da informação. Foi muito perceptível o envolvimento das equipes dedicadas ao projeto”, destaca.

De acordo com Cleber Morais, diretor geral do setor corporativo da AWS Brasil, as possibilidades de um sistema em nuvem são diversas. “Quando falamos de habilitar inovação e agilidade, falamos justamente de projetos como esse do Portal, que não tem mais que se preocupar com infraestrutura e com a elasticidade do sistema. Com a migração realizada, o time passa a direcionar os esforços para como a aplicação irá entregar o benefício para o usuário. Ter a Fênix na nuvem possibilita esse aumento na disponibilidade, uma segurança maior e mais facilidade no cumprimento dos SLAs, o Service Level Agreement”, pontua. 

AWS - IAC - Infraestrutura as Code - Terraform
A plataforma Fênix foi migrada com a utilização de recursos de ferramenta IAC, infraestrutura como código, que através de configurações de linguagem Terraform, permite criar, atualizar e gerar uma versão de serviços de infraestrutura no ambiente da AWS. O Terraform, propicia atingir um equilíbrio legível por humanos e editável, bem como ser amigável à máquina trazendo benefícios como redução de erros, aumento de produtividade, independência dos desenvolvedores, menor taxa de retrabalho, maior eficiência operacional, ganhos financeiros, além de ser uma linguagem declarativa para ambiente multi cloud.
 


 

Comunicado de imprensa 12 de julho de 2021

GFT Brasil melhora a performance do Portal de Documentos ao migrar o sistema Fênix para a nuvem da AWS

Comunicado de imprensa 10 de junho de 2021

A GFT Brasil cresceu 26% de acordo com os números do primeiro trimestre

Comunicado de imprensa 12 de julho de 2021

GFT Brasil melhora a performance do Portal de Documentos ao migrar o sistema Fênix para a nuvem da AWS

Comunicado de imprensa 10 de junho de 2021

A GFT Brasil cresceu 26% de acordo com os números do primeiro trimestre